RETORNO DO INVESTIMENTO EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Os fatores que devem ser calculados no retorno do investimento em automação são, o aumento da demanda, expansão da planta industrial e a economia nos custos de produção são algumas das razões para que uma fábrica escolha implantar a automação industrial em seus processos. Além disso, a automatização pode ser vista como um diferencial competitivo, atraindo mais clientes e investimentos.

O mercado global de cobots, que em 2016, movimentou US$ 116 milhões, deve alcançar, em 2025, US$ 11,5 bilhões. A previsão dos analistas de bens capitais do Barclays, uma renomada instituição bancária londrina, a expectativa é que cresça de forma exponencial o uso nos próximos anos, em todos os segmentos industriais e em fábricas de todos os portes.

Ganhos e economias

É possível aumentar a produtividade, reduzir a quantidade de retrabalhos e compras de materiais e contratar menos colaboradores, ao implementar sistemas de automação industrial. Ainda assim, são evidentes a redução de acidentes de trabalho, melhor utilização de planta fabril e os ganhos de qualidade no produto final.

Por exemplo, as máquinas conseguem fazer um trabalho em maior quantidade, priorizando o menor tempo e a melhor qualidade, dando assim um retorno máximo para a indústria e a economia.

Retorno do investimento (ROI)

É comum perceber um ROI positivo ao longo do tempo devido aos menores custos de produção, a maior velocidade para produção de mesma quantidade e menores custos com retrabalhos e processos demorados.

O ROI pode ser calculado a partir desta fórmula: o lucro obtido, subtraído pelo valor que foi inicialmente investido, e esse total dividido também pelo valor inicial investido.

Como podemos ajudar você?

Entre em contato conosco no escritório mais próximo de você,  ou faça uma consulta online.

NOS CONSULTE PARA UM ORÇAMENTO!